Superintendente de Goiás fala sobre mangueira de bomba de combustível

   

No dia 5 de abril o  superintendente de Goiás, André Abrão, falou com a imprensa sobre mangueira de bomba eletrônica de combustível em uso.

A mangueira deve ter obrigatoriamente modelo aprovado pelo INMETRO, conforme item 10.1.1.5 do Regulamento Técnico Metrológico para bombas medidoras, estabelecido pela Portaria nº 559 de 15 de dezembro de 2016.

Um dos critérios para a aprovação de modelo de mangueira é a conformidade com o item 10.1.7.4 do Regulamento Técnico, a necessidade do material ser de qualidade adequada com resistência a alterações causadas pelo escoamento do líquido e resistente a choques com as condições normais de trabalho. Desde que o material cumpra a estes critérios, a mangueira tem seu modelo aprovado pelo INMETRO independente de coloração.

Existem outros critérios a serem atendidos e fiscalizados pelo INMETRO os quais são determinados por outros itens do Regulamento Técnico, tais como, comprimento máximo da mangueira, presença de malha interna aparente, presença de bolhas e de vazamentos.