Portal do Governo Brasileiro

NOVEMBRO AZUL

 

Nessa segunda-feira, 19, o Inmetro/ Superintendência de Goiás, realizou  Novembro Azul.

Onde teve uma  palestra  com a Maressa Queiroz- Equipe Social do Comércio(Sesc/Go), sobre Prevenção do Câncer Da Próstata, foi passado filmes, teve entretenimento,  teve  os aniversariantes do mês de novembro e dezembro e teve um café  colaborativo.

O evento foi organizado pelo Geadm/Gestão de Pessoas  pela  servidora Jandira  “ que o objetivo era conscientizar os homens a procurar orientação médica.

O Superintendente André Luiz Abrão realizou a abertura do Novembro Azul, agradeceu a presença de todos e falou a respeito do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças comuns em homens, o Novembro Azul também veio com a ideia de quebrar o preconceito que muitos homens têm em relação ao exame de toque.”

Novembro Azul   é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro dirigida à sociedade  e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

O homem deve ser consultar anualmente com urologista, mesmo quando não há suspeita da doença. A visita ao médico deve acontecer a partir dos 50 anos, idade que cai pra 45 quando para quem tem histórico da patologia na família.

De todos os tipos de câncer, o de próstata é o sexto mais comum no mundo, e aquele que mais afeta os homens.

Segundo especialistas, a causa do câncer de próstata ainda não é conhecida, o que dificulta a definição de medidas de prevenção. Por outro lado, há diferentes formas de tratamento, que têm maior chance de funcionar quando o problema é descoberto em seu estágio inicial. Por isso, a campanha do novembro azul mostra as formas de se evitar a fase avançada do câncer de

Além disso, o Novembro Azul também é um mês de conscientização do diabetes. Entre várias iniciativas, no dia 14 de Novembro é assinalado o dia mundial do diabetes.

Sobre o Câncer de Próstata

Fatores de risco:

  • Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos)
  • Histórico familiar
  • Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos
  • Sedentarismo
  • Obesidade

Sintomas (só aparecem nos casos avançados):

  • Vontade de urinar com urgência
  • Dificuldade para urinar
  • Levantar-se várias vezes à noite para ir ao banheiro
  • Dor óssea
  • Queda do estado geral
  • Insuficiência renal
  • Dores fortes no corpo